domingo, 9 de janeiro de 2011

FÉRIAS E A NECESSIDADE DE FÉRIAS

De volta de uma temporada na praia... Preciso de umas férias. Urgente!

-x-x-x-x-x-x-x-x-

Depois da temporada do ano passado, quando atingi o ápice do desprendimento e me senti a mega descolada e bem resolvida por ter entrado total no clima areia e maresia, esse ano, a gravidez (e outras coisinhas mais) me permitiu uma regressão completa e fiquei feliz a beça por ter voltado ao meu mundo de poluição, trânsito, ar condicionado e pessoas que me ajudem na limpeza da casa.

-x-x-x-x-x-x-x-x-

Minha prima (também grávida) me disse ontem que grávidas não foram feitas para trabalhar. Eu complemento: grávidas não foram feitas para trabalhar, faxinar, fazer mercado, fazer compras, ir ao banco, à feira, dirigir... Sorte das grávidas que elas carregam algo dentro delas e permitem que esse algo se transforme em uma pessoa completa! (isso sempre soa como uma coisa assustadoramente incrível). Porque, não fosse isso, elas poderiam ser um grande problema para a sociedade.

2 comentários:

  1. kkkkkk legal celina, graças a Deus que não somos esse problema né?
    bem vinda a cidade!!
    beijos

    ResponderExcluir